CONQUISTE MAIS CLIENTES E MAIS FATURAMENTO

Receba GRATUITAMENTE minhas dicas e sacadas para alavancar seus negócios usando a Internet!

Marketing Digital

EdgeRank: Tudo sobre Um dos Segredos do Facebook

0
EdgeRank

Você sabe o que é o EdgeRank? Se sua resposta é negativa, essa pode ser uma das causas do insucesso da sua marca no Facebook.

A maior rede social do planeta é um grande trunfo na geração de leads e de negócios. Eu testemunho isso diariamente, já que boa parte das vendas das minhas empresas e de empreendimentos que auxilio como consultor, provem de clientes originados dali.

Mesmo assim, sempre escuto o #mimimi de algumas pessoas dizendo que essa rede não funciona mais para empresas e que somente através de anúncios pagos é possível gerar resultados.

A principal argumentação dessas pessoas é que o alcance orgânico das publicações de suas páginas vem caindo nos últimos anos e que isso seria uma estratégia para forçar os empreendedores a investirem quantias maiores nos anúncios, que são a principal fonte de receita do Facebook.

Sim, caso você esteja começando, devo te dar a triste notícia de que as publicações de sua Fanpage aparecem no feed de notícias de apenas uma parcela de seus fãs.

A questão é que o conteúdo publicado por algumas páginas atinge um percentual muito maior de sua base de seguidores do que outras. E quem controla isso? O Edge Rank!

Quem gerencia essas páginas com melhor alcance, muito provavelmente conhece esse algoritmo e não sai por aí tentando conseguir mais fãs de qualquer maneira ou publicando fotos de gatinhos fofos em suas Fanpages, que não têm nada a ver com PetShops.

Continue a leitura e eu vou te explicar direitinho muita coisa interessante sobre esse que é um dos segredos do Facebook e como ele impacta diretamente os resultados da sua página.

O que é o EdgeRank?

o que e o edgerank

Eu preciso começar essa explicação te dizendo que o EdgeRank está morto … Opa, como assim Allan? Por que então eu vou perder meu tempo lendo algo que não é mais aplicável?

Calma … O EdgeRank foi apresentado em 2010, em uma conferência oficial da companhia de Mark Zuckerberg. Ele é o algoritmo responsável por determinar, para cada usuário da rede, quais publicações de seus amigos e das páginas que você acompanha, devem aparecer em seu feed de notícias. Em outras palavras, o EdgeRank é quem define o que você vê ou não no seu mural.

De lá pra cá, o algoritmo passou por diversas atualizações, evoluiu e o Facebook não mais utiliza esse termo quando se refere a esse componente do seu sistema. O “novo nome” é Facebook News Feed Algorithm ou em bom português, Algoritmo do Feed de Notícias (sim, eu também esperava mais criatividade da equipe do Mark, não é??) :-)

Como o termo EdgeRank “pegou” no meio do Marketing Digital, ainda hoje grande parte dos profissionais da área continua utilizando-o e assim também o farei nesse artigo.

Por que o EdgeRank é necessário?

por que o edgerank é necessário

Sabemos que boa parte do tempo que gastamos no Facebook se dá em nosso feed de notícias, certo? Imagine se a página do seu negócio tivesse, digamos, 50.000 fãs. Bom mesmo seria se, ao publicar qualquer conteúdo, todos os seus fãs recebessem sua atualização no feed deles.

Mas isso não funcionaria do ponto de vista do usuário … Por quê?

Vamos analisar algumas informações …

  • O número médio de amigos no Facebook de uma pessoa adulta é de 300. (Fonte: Statista)
  • Em média, um usuário no Facebook já curtiu 70 páginas. (Fonte: Social Bakers)

Considerando que seus amigos e páginas que você curtiu publicassem algo uma única vez ao dia (e convenhamos, as pessoas publicam muito mais que isso), se esse algoritmo não existisse, você abriria seu feed de notícias e … tcharam – teria 370 publicações diárias para acompanhar!

A estimativa de publicações candidatas a aparecerem é ainda maior, de acordo com próprio Facebook. Se não fosse o EdgeRank, cada pessoa receberia, em média, 1.500 publicações por dia em seu feed.

Resultado: provavelmente você deixaria de utilizar essa rede social em muito pouco tempo, o que definitivamente não é o desejo do Facebook. Como disse Chris Cox, vice-presidente de produto da empresa:

Nós estamos no negócio de dar a nossos usuários a experiência mais interessante possível, todas as vezes que eles nos visitam.

Ou seja, a experiência do usuário é fundamental para o Facebook e o algoritmo do feed de notícias tem um papel importantíssimo nesse sentido.

Como o Edge Rank funciona?

como o edge rank funciona

Como já sabemos, o Edge Rank é um algoritmo de decisão: ele deve determinar, sempre que você acessa seu feed, quais publicações devem aparecer ou não, deduzindo aquelas que são mais relevantes “aos seus olhos”.

Ele faz isso atribuindo uma nota específica para cada publicação de amigos e páginas as quais você está conectado. Após fazer esse cálculo e ponderar cada publicação com relação a você, o algoritmo faz um ranking delas, exibindo apenas aquelas com as notas mais altas.

Note que o algoritmo não pontua perfis ou páginas … ele pontua publicações. Em um dado momento, uma publicação da página da Coca-Cola pode receber uma nota 550 quando candidata a aparecer no feed de um fã que sempre interage com posts da marca e uma nota 13 quando candidata a aparecer no mural de alguém que simplesmente curtiu a Fanpage da Coca mas nunca curtiu, comentou ou compartilhou nada dessa página.

Ou seja, é impossível calcular o EdgeRank de uma página específica já que esse conceito simplesmente não existe! Qualquer pessoa que diga que pode medir isso estará mentindo pra você.

Sites como o edgerankchecker.com criaram uma “nota” para páginas, baseada em um cálculo próprio, que NADA TEM a ver com o EdgeRank em si.

E como o cálculo real é realizado? Quem me dera ter a resposta … na verdade, nem mesmo os engenheiros do Facebook tem acesso ao método e todas as variáveis avaliadas …

Inicialmente, o EdgeRank foi apresentado como uma “fórmula” baseada em 3 fatores:

Fórmula do Edgerank

Afinidade

Mensura o grau de relacionamento entre você e o autor da publicação. É medido com base em suas interações anteriores com atualizações daquele perfil ou página.

Você provavelmente interage com mais frequência com publicações da sua esposa/marido do que com aquelas da sua tia-avó que você viu uma vez na vida e aceitou o pedido de amizade por educação, certo?

E o que isso significa no fim das contas? Que no momento em que você acessar seu feed, as publicações do seu cônjuge têm muito mais chances de aparecerem por lá do que as da sua tia-avó, que dificilmente vão figurar entre as escolhidas.

Lembre-se que embora eu tenha dado um exemplo relacionado a interação de pessoas x pessoas, a mesma regra é aplicada para publicações de páginas que você já curtiu e como você interage com elas.

Peso

Fator que leva em consideração a maneira como você interage com diferentes tipos de conteúdo daquele autor.

Ações que exigem mais tempo do usuário tem relevância maior que ações “mais simples”. Exemplificando, o Facebook entende que se você Comenta muitas publicações de uma página X mas apenas Curte publicações de uma página Y, os posts da primeira têm mais relevância pra você do que os da segunda e serão candidatos mais fortes a aparecerem no seu feed.

O formato do conteúdo também importa: a frequência e o tipo das suas interação com imagens, links ou atualizações puramente textuais do autor, influenciarão no cálculo desse fator.

Tempo / Depreciação

Diz respeito a quão recente é a publicação – atualizações mais recentes têm mais possibilidade de aparecer do que aquelas mais antigas. Em outras palavras, o EdgeRank dá um valor maior para conteúdo novo.

Mudanças no Edge Rank

mudanças no edge rank

Como eu já adiantei, desde sua apresentação em 2010, o EdgeRank passou por inúmeras atualizações. Segundo Lars Backstrom, engenheiro responsável pelo News Feed no Facebook, hoje o algoritmo utiliza um mecanismo muito mais complexo, que envolve machine learning e considera mais de 100.000 fatores individuais no cálculo.

Essa evolução é natural e acompanha o crescimento da complexidade do problema envolvido. Basta verificarmos que essa rede social passou de 608 milhões de usuários ao final de 2010, quando o algoritmo inicial foi anunciado, para 1 bilhão e 600 milhões no final de 2015 (Fonte: Statista).

A afinidade, o peso e o tempo da publicação continuam sendo importantes mas destaco abaixo alguns outros fatores que são hoje levados em consideração.

#1 – A voz do povo é a voz de Deus

mudancas no algoritmo do feed de noticias

Além de analisar a sua afinidade com o criador da publicação, em um nível pessoal, o Facebook passou a considerar como um determinado post é recebido por quem já o visualizou.

Por exemplo, se ele já mostrou uma atualização de status para 100 pessoas, mas nenhuma delas interagiu com aquele post, mesmo que você tenha um grau de afinidade grande com o perfil ou página que a publicou, pode não visualizá-la em seu feed. E o contrário também é verdadeiro.

Esse novo fator explica porque atualizações de status que envolvem nascimento de bebês geralmente aparecem em seu feed independente de você ter uma grande proximidade com o amigo que a publicou. Como esse tipo de post comumente gera muitas curtidas e comentários de pessoas felicitando o casal e a criança, ele ganha destaque sob a ótica do algoritmo e aparece pra você independentemente de qualquer coisa.

#2 – Dispositivo Utilizado e Aspectos Técnicos da Conexão

facebook em dispositivos móveis

O novo algoritmo do Feed de Notícias está preparado para considerar se você está usando um computador, celular ou tablet para acessar o Facebook assim como sua velocidade de conexão.

Devido a limitações técnicas de alguns celulares mais antigos, o EdgeRank pode decidir não mostrar atualizações que envolvam vídeos para pessoas que estejam acessando de um aparelho incapaz de exibir bem esse tipo de conteúdo.

Da mesma forma, para um usuário que esteja na rua, em uma conexão de baixa velocidade, o Facebook pode priorizar mais atualizações do tipo textuais do que aquelas que contenham imagens pesadas.

#3 – Story Bumping

story bumping

O Story Bumping foi uma atualização do EdgeRank que mexeu no terceiro fator (Time Decay) da fórmula inicial. Até então, o Facebook privilegiava apenas conteúdos mais novos em detrimento de postagens mais antigas. De acordo com um estudo da Wiselytics, o tempo de vida médio de um post girava em torno de 3 horas – depois disso ele ia pro “limbo das publicações”.

Com o Story Bumping, posts de pessoas e páginas que você tem grande afinidade e que por algum motivo tenham “passado batido” aos seus olhos, ganham uma “segunda chance” de aparecer no seu feed.

Na fase de testes do Story Bump, o Facebook registrou um aumento de 5% no engajamento dos usuários com publicações de amigos e de 8% com posts de Fanpages.

Outro ponto positivo para a plataforma é que, se antes os usuários visualizavam em média somente 57% dos conteúdos que apareciam em seu feed, com o Story Bumping esse número subiu para 70%.

Como o Algoritmo do Feed de Notícias Impacta sua Marca no Facebook?

impacto do algoritmo do feed de noticias

Agora que você já sabe um pouco mais sobre esse “segredo do Facebook”, é hora de analisar como isso impacta os resultados do seu negócio nessa rede.

Você criou uma página para a sua empresa, dedicou tempo escolhendo uma imagem de capa legal, um padrão visual interessante e acredita que seus fãs visitarão constantemente sua Fanpage, certo?

Errado! Uma vez que alguém curtiu a sua página, seu contato com esse novo fã, com quase toda certeza, se dará através de suas publicações que porventura venham a aparecer no Feed de notícias dele! Não espere que essa pessoa entre na sua página constantemente. De acordo com a PostRocket, 96% dos fãs não voltam a página de uma marca após o engajamento inicial (se é que eles tornaram-se fãs a partir da Fanpage).

Portanto, não adianta nada você conseguir 50.000 fãs se não tiver uma estratégia de conteúdo bem definida, alinhada aos princípios do Edge Rank. Sem investir em anúncios, seus posts aparecerão apenas para pouquíssimos desses fãs.

O percentual de fãs que visualizam suas publicações, sem que você pague pelo impulsionamento de seus posts é o que chamamos de alcance orgânico. Aumentar esse número, jogando de acordo com as regras do Facebook, pode fazer com que sua marca atinja até 5 vezes mais pessoas dentro da sua base de seguidores do que outras páginas semelhantes.

Você sabia da existência desse algoritmo? As coisas começaram a fazer sentido em sua cabeça?

Deixe seu comentário aqui embaixo – é muito importante pra mim receber esse tipo de feedback!

Agora que você provavelmente já entendeu o que é o EdgeRank e quais são alguns dos aspectos mais importantes que ele considera ao avaliar se suas publicações devem ou não aparecer para seus fãs, o próximo passo é saber como “jogar a favor do algoritmo”. Eu recomendo que você siga sua navegação com a leitura do artigo como aumentar o alcance orgânico da sua Fanpage, publicado aqui no blog.

0
MAIS DICAS PARA VOCÊ
Quer receber gratuitamente as atualizações do blog? Insira seu e-mail abaixo para receber minhas dicas, vídeos e outros conteúdos exclusivos para aumentar o lucro dos seus negócios na internet!

Sobre o Autor - Allan Peron
Minha missão: "Ajudar você a conquistar mais vendas e mais faturamento utilizando a Internet". Conheça mais sobre mim e sobre minha jornada como empreendedor e entusiasta do Marketing Digital. Saiba mais →
MAIS ARTIGOS
Facebook Marketing 2016
[Infográfico] Facebook Marketing – Dados de 2016 da Maior Rede Social do Mundo
agendar post dia horario facebook
Como Agendar um Post no Facebook (e Ganhar Tempo com Isso)